COMENTAR

28 de jan de 2014

Conexão: Recife - João Pessoa

Meus bons amigos recifenses, tenho aqui a preciosa lista de sobrevivência em João Pessoa. Leiam com atenção, decorem, tirem xérox (aqui é mais barata, aproveita!), colem na geladeira e venham de mala e cuia. 

1. É pertinho, duas horas de distância. Mas aqui você sobe por trás no ônibus e desce pela frente. Vai levar semanas para se acostumar com as pessoas olhando para sua barriga ou para os seus pés quando você subir pelo lado errado (porque elas sempre acharão que você está grávida ou que quebrou uns bons ossos, pois está subindo pela frente).

2. Môfi é uma palavra difícil de pronunciar corretamente, treine na frente do espelho pra não passar vergonha. Você irá escutar bastante na integração de ônibus ou rodoviária.

3. Seu sotaque será zoado, vão te pedir pra falar cuscuz umas cem vezes até se acostumarem com o seu S que parece um X (na verdade, não irão se acostumar e vão te zoar eternamente mesmo, até que você crie um bloqueio para pronunciar  palavras que possuem a famigerada letra S).

4. Diga "obrigado(a)" ao motorista antes de sair do ônibus. Todo mundo faz isso aqui, se enturme e faça também. O motorista vai falar um "de nada" porque ele é tão bem educado quanto os pessoenses. E se alguém descer do ônibus sem falar isso, saiba que é recifense novo na cidade. 

5. Não é impressão sua, os ônibus daqui são mais quentes e mais apertados mesmo. Mas segura na mão de Deus e vai sentar do lado onde não bate o sol. 

6. Em hipótese alguma decore os nomes das linhas de ônibus. Decore os números, apenas eles! Do contrário, ninguém vai saber te dar informações corretas e vão te olhar feio por decorar as bíblias que são os nomes das linhas daqui.

7. E por falar em números: se você usa óculos, não tire quando estiver esperando o ônibus. Se estiver sem, vai pegar um 513 pensando que é o 514 e vai parar no lugar mais escuro que você já viu, conversando com os motoristas enquanto eles tomam um cafezinho e você tenta explicar que não é demente, apenas confundiu os ônibus e não sabe voltar pra casa.

8. Eles não vão entender seu sotaque quando você fala números. Espere 1 segundo e repita tudo devagar. Paciência, gafanhoto!

9. Pessoenses amam giradouros. Não encontrei outra explicação para isso até hoje. Sem mais.

10. Quando te chamarem pra um tal de "Shopping Sul", sorria quando chegar e finja que acredita que aquilo é um shopping. Não xingue o local, vai te ajudar muito ainda. 

11. Os ônibus 301, 302 e 303 nunca irão aparecer quando você quer. Se conforme!

12. Se ninguém rir quando você contar piadas com gírias tipicamente recifenses, reformule a piada. Não adianta explicar, ESTILAR É UM VERBO QUE SÓ EXISTE EM RECIFE, ENFIE ISSO NA SUA CABEÇA.

13. Essa parte pode demorar uns meses, mas é inevitável: Você vai amar e talvez até desejar ser pessoense. 

Ps. Sim, alguns pessoenses falam "Sei lhá". Sim, não admitem. Mas ó: é até bonitinho. 

2 comentários:

  1. "Pessoenses amam giradouros. Não encontrei outra explicação para isso até hoje. Sem mais."
    kkkkkkkkkkkkk, Verdade!

    ResponderExcluir
  2. Hahaha, aprovei. Não sou recifence, mas como pernambucana em JP, passei por muito disso. Ainda me desespero quando o ônibus vem chegando e ainda não tive certeza do número. O pior de tudo foram as palavras: demorei semanas p saber o que era môfi (sempre ficava fora de contexto porque eu conheço como nome carinhoso) e fiqueo chocada quando não sabiam o que era catrevagem.

    ResponderExcluir